Vão aprender inglês para receber à moda do Porto

Profissionais de hotéis, restaurantes, postos de turismo, taxistas, agentes da PSP e outros vão receber formação para ajudar os turistas a usufruir da cidade e levá-los a partir com vontade de regressar. “Vamos Receber à Moda do Porto” vai pôr todos a falar inglês.

O projecto, apresentado ontem, segunda-feira, nasce de uma parceria entre o Departamento de Turismo da Câmara do Porto, a PSP, a Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), a Escola de Hotelaria e Turismo do Porto e a ATC-Porto Tours. Todos os envolvidos entendem que é preciso formar melhor quem lida diariamente com os turistas. O objectivo é potenciar uma boa experiência a quem viaja ao Porto, induzindo o seu regresso.

Um estudo realizado nos postos de turismo, no mês de Agosto, revela que 84% dos turistas se encontravam pela primeira vez na cidade. E este é um dos números que se pretende alterar com um melhor acolhimento, explicou Susana Ribeiro, directora do Gabinete de Turismo da Câmara do Porto.

O inquérito, com 469 respostas validadas, revela ainda que a maioria dos turistas (32%) teve conhecimento da cidade por familiares e amigos, 20% pela Internet e 18% por guias de viagem. Para potenciar a informação na Internet, será lançado no início do ano o novo Portal do Turismo do Porto, revelou a responsável.

O projecto “Vamos Receber à Moda do Porto” começa com uma parte prática que consiste na percepção das dificuldades de quem contacta com os turistas nos hotéis, nos restaurantes, nos postos de turismo, nos circuitos turísticos, nos equipamentos culturais ou na rua, nomeadamente, nos táxis e com a Polícia. Os locais prioritários são o Centro Histórico, a Ribeira, o Aeroporto do Porto e a estação de Campanhã. A Baixa, a Boavista, as Antas e a Foz são zonas complementares.

Segue-se, depois, a parte teórica, em sala de aula. São 35 horas de aulas para explorar ?técnicas de acolhimento em inglês?, explicou, ao JN, Dora Araújo, directora da Escola de Hotelaria e Turismo do Porto. ?O objectivo é que as pessoas fiquem com capacidade para falar com os turistas em inglês?, acrescentou.

É necessário, no entanto, que os empresários colaborem. “Têm de permitir que os seus recursos humanos saiam mais cedo dois ou três dias para aprenderem a atender os turistas de forma condigna”, salientou Dora Araújo.

O projecto deverá estar concluído em Maio de 2011. Os estabelecimentos com melhor prestação vão receber o selo de informação de confiança “Porto Official Information Network”.

Fonte – Jornal de Notícias

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 1. Imprensa, Blogosfera e Web, 3. Política e Cidadania com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s