Transformar Estádio em pavilhão multiusos "é uma das ideias" para rentabilizar o municipal de Leiria

estadio_de_leiria

O Estádio de Leiria é a única infra-estrutura desportiva gerida pela Leirisport que dá prejuízo. Para o rentabilizar, a empresa municipal estuda várias opções, entre elas transformá-lo num pavilhão multiusos. Mas é, apenas, “uma das ideias” que está a ser estudada, afirma ao nosso jornal o presidente do Concelho de Administração (CD) da Leirisport.

Leonel Pontes assume, pela primeira vez, aquela possibilidade, a qual avançou publicamente a cerca de 50 pessoas numa visita ao Estádio Municipal Dr. Magalhões Pessoa, na última segunda-feira.

“Resulta de uma explicação a um conjunto de cidadãos que queria saber como funciona a Leirisport. Disse que havia um conjunto de reflexões a fazer e que um modo de rentabilizar [a infra-estrutura desportiva] era essa ideia, mas não é a final”, explica o responsável ao nosso jornal.

“Nessa conversa dei conta das 17 unidades que gerimos, que, de um modo geral, estão sobrelotadas, e que temos nas nossas instalações mais cinco vezes o número de cidadãos do concelho em utências por ano – pessoas que entram e saem das nossas instalações – face ao número de actividades que temos, como são exemplo as desenvolvidas nas piscinas municipais e o programa Viver Activo”, adianta.

Sobre a possibilidade de transformar o Estádio em pavilhão multiusos, Leonel Pontes sublinha que “é uma das ideias. Outra é a União [de Leiria] fazer uma campanha de marketing forte para ter espectadores, e digo isto desde o iní­cio”, frisa.

Para o presidente do CA da Leirisport, aquela possibilidade “resolveria outros problemas e seria incomensuravelmente mais barato do que fazer uma pavilhão novo”, referindo-se a um multiusos, projecto que a autarquia presidida por Raul Castro quer concretizar na cidade.

“A única coisa que dá prejuízo é o Estádio. O meu papel é defender até à exaustão o interesse do accionista [a câmara] e apresentar-lhe um conjunto de sugestões que necessitam de reflexão, e em termos de reflexão, uma das eventuais soluções passam por estudar a utilização do Estádio a outras áreas desportivas, ou não, mas nunca ao futebol, porque não tem assistência. Se tivesse 15 mil utilizações por jogo, o Estádio já faria muita falta”, adianta Leonel Pontes.

“Estou a racionalizar economicamente a questão, porque a questão política é da autarquia. Eu dou contributos e à câmara cabe aceitá-los ou não”, sustenta o mesmo responsável, salientando que “a autarquia também procura soluções, porque quer minorar o seu esforço financeiro, e se quiser vender o Estádio à União, é uma solução”.

A transformação do Estádio em pavilhão multiusos comportaria obras de reestruturação, entre elas a cobertura completa da infra-estrutura, possibilitando a realização de uma série de acções não apenas desportivas. “Podiam fazer-se actividades económicas, nomeadamente feiras, concertos, provas de atletismo [como já acontece] entre outras modalidades desportivas [‘in door’] e actividades”, explica Leonel Pontes.

Sobre a necessidade de rentabilizar o Estádio Municipal, o gestor exemplifica com os 600 lugares de estacionamento subterrâneo, segundo o qual “nunca foi utilizado nem nunca foi preparado para isso, assim como o ‘health club’, num espaço de 2.000 metros quadrados, que nunca funcionou, a par do restaurante”.

“Tem de haver uma discussão económico-financeira para dinamizar tudo isto” e “temos de comprometer a cidade e a sociedade civil a discutir estas coisas”, conclui.

Assistência média de 3.000 espectadores

A União Desportiva de Leiria, salvo raras excepções, é o clube que tem utilizado o Municipal Dr. Magalhões para a prática do futebol, nomeadamente nos jogos das várias competições profissionais em que participa, mas a média de assistência tem sido baixa, sobretudo para as aspirações económico-financeiras da empresa municipal que gere a infra-estrutura desportiva.

Na corrente época, os 13 jogos realizados pela equipa sénior no Estádio resultaram numa assistência média perto dos 3.000 espectadores – cerca de 12 por cento da sua capacidade de lotação – para o que muito contribuiu os quase 23.000 que assistiram à partida com o Benfica.

As relações entre a administração da SAD unionista e da Leirisport não têm sido as melhores. No iní­cio de Janeiro último, o presidente da Administração da SAD da União de Leiria, João Bartolomeu, defendeu a extinção da empresa municipal que gere o Estádio de Leiria. Essa seria, segundo aquele responsável, “a solução para a câmara de Leiria não perder dinheiro com o estádio”, e avançou não concordar com a sua venda.

Raul Castro sugeriu venda ou cedência

O Diário de Leiria tentou uma reacção do presidente de câmara de Leiria sobre esta matéria, o que não conseguiu até ao fecho desta edição. A última posição de Raul Castro sobre a necessidade de rentabilizar o Estádio, que considera “o grande responsável pela situação financeira da autarquia”, passava por duas hipóteses: a sua venda ou a cedência da infra-estrutura, através de protocolo, à União Desportiva de Leiria, a exemplo do Estádio Municipal de Coimbra, que foi cedido pela câmara local à Associação Académica coimbrõ.

O mesmo significaria que o município de Leiria ficava “sem ter de garantir as despesas de manutenção”, sobre as quais Raul Castro previa, em Dezembro último, um “aumento” entre “dois a três anos”.

Palco do Euro 2004 – Campeonato Europeu de Futebol -, antes daquela prova desportiva as obras previstas no Estádio de Leiria totalizavam 19,5 milhões de euros, actualmente o custo está “acima dos 90 milhões”, sublinhou Raul Castro no final de 2009.

Fonte – Diário de Leiria

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 1. Imprensa, Blogosfera e Web com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s